Prefeitura adquire escavadeira hidráulica para o Aterro Sanitário




Prefeitura adquire escavadeira hidráulica para o Aterro Sanitário

A nova máquina será de uso exclusivo do aterro sanitário

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Agrícola e Meio Ambiente de Campo Verde receberá na próxima semana, uma escavadeira hidráulica que será utilizada exclusivamente no Aterro Sanitário.

A máquina, uma JBC, modelo JS220LC, que já está no pátio da empresas vencedora da licitação, em Campo Verde, foi adquirida com recursos repassados pelo Ministério do Meio Ambiente através do Programa Lixão Zero, que faz parte da Agenda Nacional de Qualidade Ambiental Urbana.

A nova escavadeira, de acordo com o coordenador do Aterro, Airton Cervieri, vai otimizar os serviços e será utilizada na abertura de novas valas para depósito de material e na movimentação dos resíduos.

Inaugurado em 2018, o aterro sanitário é modelo na gestão de resíduos sólidos e recebe diariamente um média de 36 toneladas de lixo doméstico. Todo o material reciclável é separado por associados da Cooperativa de Trabalho de Manejo e Reciclagem de Resíduos Sólidos (Cotramar) e vendido posteriormente, garantindo dessa forma emprego e renda para 13 pessoas.

A Administração Municipal de Campo Verde teve o apoio da empresa G. I. Z, ligada ao governo da Alemanha, que colaborou no projeto elaborado pelo engenheiro sanitarista da SEDAM/CV, Rubens Anunciação Júnior, e que garantiu a liberação de R$ 3,8 milhões para serem utilizados na compra de máquinas, caminhões e equipamentos para o Aterro Sanitário e para a Cotramar.

De acordo com a Prefeitura, do total liberado para o Município, R$ 2,5 milhões já foram licitados para a compra de uma pá-carregadeira, um caminhão basculante, um trator de esteira, contentores com capacidade para 2,5 mil litros, composteiras domiciliares, tambores plásticos, lixeiras em madeira plástica, esteira de triagem, climatizador evaporativo, esteira de alimentação, esteira de triagem e grua para movimentação.  Ainda será licitada a aquisição de uma empilhadeira, um caminhão compactador e um caminhão baú, investimento previsto de R$ 1,07 milhão.

Sobre o autor