Em 4 anos, captação de recursos para a Saúde em Campo Verde aumentou em R$ 10 milhões




Campo Verde tem hoje a melhor saúde pública da região Sul de Mato Grosso de acordo com a avaliação feita pelo Escritório Regional da Secretaria de Estado de Saúde, em Rondonópolis, e uma das melhores de Mato Grosso.

O município tem se destacado no setor graças aos investimentos feitos pela Administração Municipal com recursos próprios e também com recursos dos Governos Estadual e Federal.

Os aportes financeiros feitos pela Administração Municipal, que repassa anualmente 33% da arrecadação própria à Secretaria de Saúde, permitiu que a pasta investisse na aquisição de equipamentos, veículos e também na melhoria da estrutura física das UBS e do Hospital Municipal Coração de Jesus.

Entre as aquisições feitas destacam-se a compra de um tomógrafo (foto ilustrativa), um mamógrafo, aparelhos de raio-X e de ultrassonagrafia; respiradores, móveis e equipamentos diversos. Também foi possível investir na contratação de especialistas, medida que representou um enorme salto na qualidade do atendimento ofertado à população.

Porém, conforme destacou o secretário municipal de Saúde, Altair Timóteo de Araújo, não foram somente os recursos do Município que transformaram a Saúde Pública de Campo Verde. Graças ao trabalho desenvolvido pela pasta comandada por ele e com o apoio do prefeito Fábio Schroeter, os repasses feitos pelo Governo Federal saltaram de R$ 7,5 milhões em 2017 para R$ 17,9 milhões em 2020, um aumento superior a 130% no período.

Os repasses, conforme detalhou o secretário, foram aumentados gradativamente ano a ano. “Em 2019 o aumento foi de pouco mais de R$ 2 milhões em relação a 2017 e 2018”, lembrou ele. “Já em 2020 foram repassados R$ 8 milhões a mais que em 2019”, destacou.

Araújo relatou que em 2018 e 2019, os repasses do Governo Federal ficaram na casa dos R$ 9,7 milhões, enquanto que em 2020 os valores destinados à Campo Verde foram de R$ 17,9 milhões.

Segundo ele, esse aumento em 2020 aconteceu devido à pandemia do novo coronavírus. “E isso nos permitiu, por exemplo, investir na implantação da UTI e na instalação da rede de gases medicinais do Hospital Coração de Jesus, entre outros investimentos feitos”, reconheceu o secretário.

Ele destacou também que, mais importante que o aumento nos repasses, foi a destinação dada a eles. “Todos esses recursos, sejam do Município, da Secretaria Estadual de Saúde ou do Ministério da Saúde, foram aplicados corretamente e, exatamente por isso, a população de Campo Verde tem hoje uma saúde pública muito melhor e que é modelo para outros municípios”, frisou.

Categorias: Saúde

Sobre o autor