Conservação de estradas e pontes garante trafegabilidade nas estradas do município




Conservação de estradas e pontes garante trafegabilidade nas estradas do município

Seja na temporada de chuva ou no período de estiagem, o trabalho realizado pela Prefeitura de Campo Verde na manutenção e conservação de estradas, bueiros e pontes na zona rural tem garantido o trânsito de veículo, o transporte de alunos e o escoamento da safra agrícola com tranquilidade e segurança.

De acordo com a Secretaria Municipal de Obras e Viação, entre janeiro e junho desse ano foram recuperadas, reconstruídas ou reformadas 12 pontes de madeira em diversas regiões da zona rural, inclusive nas áreas que foram anexadas ao território de Campo Verde recentemente.

Somente na região do Assentamento Santo Antônio da Fartura foram reformadas e reconstruídas três pontes. Na Serrinha, mais três pontes foram reformadas e no Assentamento 28 de Agosto uma ponte de madeira foi reconstruída.

Também foram reformadas ou reconstruídas duas pontes na região da Ponte Alta e uma no 14 de Agosto. No Assentamento Dom Ozório foi reformada a ponte sobre o Rio das Montes, com mais de 50 metros de extensão; e na Comunidade do Capim Branco, a reforma foi feita na ponte do Rio Roncador.

A previsão, de acordo com a Secretaria de Obras, é que mais pontes sejam recuperadas até o final do ano. A meta, de acordo com o secretário Fabiano Teruel, é fechar o ano com 20 delas reformadas.

Além da manutenção das pontes, o trabalho de conservação e restauração de bueiros também tem sido intenso. Durante a forte chuva que caiu no final de janeiro, três bueiros e uma ponte foram levados pela força das águas na região da Agrovila João Ponce de Arruda.

Rapidamente, os trabalhos feitos pela SMOV consertaram os danos causados e o tráfego de veículos foi restabelecido. A ponte danificada, que ficava sobre o Córrego Ponte Falsa, na MT-451, está sendo substituída por uma galeria, obra que está em fase de execução.

Conforme lembrou o secretário de Obras e Viação de Campo Verde, Fabiano Teruel, há pelo menos seis anos não são registrados problemas de interrupção do transporte da safra agrícola nas estradas do município provocados por atoleiros durante o período chuvoso.

Isso se deve, segundo ele, ao trabalho de manutenção constante das estradas, com patrolamento, encascalhamento e também à drenagem feita nos pontos onde eram registrados acúmulos de águas pluviais. Esse trabalho de drenagem foi realizado este ano na região do Posto Limeira e da Reserva, na Agrovila João Ponce de Arruda.

Categorias: Obras e Viação

Sobre o autor