Débitos em atraso de programas habitacionais municipais podem ser renegociados


Mutuários devem procurar a Secretaria Municipal de Habitação de Campo Verde

Débitos em atraso de programas habitacionais municipais podem ser renegociados

Mutuários dos programas de habitação executados pela Prefeitura de Campo Verde e que estão com parcelas em atraso, poderão parcelar o débito e ainda terem desconto sobre os juros e multas. O percentual a ser descontado do montante varia de acordo com o número de parcelas escolhido pelo morador.

De acordo com Lei número 2.265 de 18 de abril de 2017, o parcelamento poderá ser feito em 12, 24, 36 ou em mais parcelas, com percentuais que variam de 55% a 85%. Para o pagamento à vista do débito, o desconto é de 100%.

De acordo com a Secretaria Municipal de Habitação, o reparcelamento dos débitos vale para os mutuários que tem seus imóveis nas quadras 16 e 17 do Loteamento Cidade Alta I e para todos os moradores do Cidade Alta II. Também podem renegociar os débitos com descontos sobre os juros e multas os moradores dos bairros Recanto do Bosque I e II.

Ainda de acordo com a Lei, só poderão solicitar o reparcelamento o primeiro mutuário do imóvel e, caso haja o atraso no pagamento de três parcelas, a negociação será cancelada.

A Secretaria Municipal de Habitação e Urbanismo orienta que, para fazer o reparcelamento, é necessário a apresentação do contrato original de aquisição do imóvel, CPF e RG do mutuário. A renegociação dos débitos pode ser feita até o dia 15 de dezembro desse ano.  (Valmir Faria – Supervisor de Comunicação/ASCOMCV)

Categorias: Habitação

Sobre o autor