Reitor do IF garante permanência do curso de agronomia em Campo Verde




DSC_0769 (1)O reitor do Instituto Federal de Educação de Mato Grosso, José Bispo dos Santos, esteve em Campo Verde na última segunda-feira (18) e, depois de vistoriar as obras de ampliação do Núcleo Avançado da instituição, tranquilizou os acadêmicos de agronomia, garantindo que o curso não será extinto no município com a criação do campus do IF em Primavera do Leste.

Nos últimos dias, a possibilidade do curso ser extinto preocupou estudantes, empresários e lideranças políticas do Município. Um dos que demonstrou essa preocupação foi o produtor rural e presidente da Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão, Milton Garbugio.

De acordo com Garbugio, a permanência do curso em Campo Verde vem de encontro a uma necessidade do município, que é a oferta de mão de obra especializada, principalmente no setor agropecuário, principal base de sustentação da economia local. “É isso que nós precisamos e estamos abertos para parcerias”, disse ele durante a visita do reitor.

Produtor rural e vice-presidente da Cooperativa dos Cotonicultores de Campo Verde (Cooperverde), Eswalter Zanetti Júnior também destacou a importância da manutenção do curso. Segundo ele, a demanda por profissionais de agronomia é grande nas propriedades localizadas no município.

Conforme destacou o reitor José Bispo dos Santos, a filosofia do Instituto Federal de Educação é contribuir com os arranjos produtivos locais e a manutenção do curso de agronomia em Campo Verde vem de encontro a isso, já que a agricultura é o forte da cidade. “Nosso objetivo é formar mão de obra para atender as necessidades locais”, frisou o reitor.

De acordo com o reitor, para que um curso deixe de funcionar, dois fatores são preponderantes: a decisão do Conselho do Instituto Federal e a avaliação negativa do Ministério da Educação. “Vocês, alunos e empresários, podem ficar tranquilos, o curso de agronomia não vai ser retirado de Campo Verde”, afirmou. Conforme informou Bispo dos Santos, o Campus de Primavera do Leste terá cursos voltados às áreas de automação agrícola, têxtil e construção civil.

O prefeito Fábio Schroeter, que participou da recepção e parabenizou o reitor pela “moção de aplausos” concedida pela Câmara de Vereadores, salientou que é preciso ampliar a oferta de cursos universitários. “Estamos ávidos pelo ensino superior e precisamos fortalecer o polo de Campo Verde”, disse ele. “Enquanto prefeito, coloco-me a disposição para que isso aconteça”, completou.

Durante reunião realizada na sede do núcleo avançado, o diretor do Campus do IF em São Vicente, José Luiz de Siqueira, informou que já foram comprados os equipamentos para os laboratórios de agronomia para o núcleo avançado e, de acordo com ele, existe a possibilidade de transferir todos os cursos de nível superior para Campo Verde.

Acadêmico do 7º semestre do curso de agronomia, José Lazarini destacou que a vinda do IF representou um grande avanço e que o município pode se transformar num centro de excelência em estudos agronômicos. “Campo Verde tem toda possibilidade de crescer”, disse ele, lembrando que o Instituto Mato-grossense do Algodão (IMA) vai implantar um centro de pesquisa no município.

Valmir Faria

Supervisor de Comunicação

 

Categorias: Noticias