Prefeitura poderá flexibilizar medidas contra a Covid-19 a partir da próxima sexta-feira




O prefeito de Campo Verde, Fábio Schroeter, disse na manhã de hoje (16) que a partir da próxima sexta-feira (19) as regras restritivas adotadas no Decreto 046/2020 e em vigor até o próximo dia 18 para conter o avanço da Covid-19 no município poderão ser flexibilizadas.

A informação foi repassada durante reunião com representantes de academias, salões de beleza, barbearias, Igrejas, bares, restaurantes e pequenos comércios, realizada no Paço Municipal Prefeito Onescimo Prati.

De acordo com o prefeito, o momento atual é favorável à flexibilização e ao retorno das atividades desses segmentos. “Mas eu tenho dito também para essas pessoas que isso não é nada definitivo. De uma hora pra outra muda o cenário e, como eu falei, a prioridade é a vida do cidadão”, ressaltou.

Fábio disse também que se sensibiliza com as categorias que estão com o funcionamento suspenso e com o faturamento prejudicado. “É claro que nós temos preocupação com o cidadão em relação ao bem-estar na questão econômica. É óbvio. Mas a defesa da vida prevalece e tem que prevalecer sempre”, disse. “Mas eu vejo que no cenário de hoje está favorável para que a gente possa retornar essas atividades na sexta-feira (19)”, completou.

O prefeito frisou que a flexibilização das regras será debatida durante reunião do Comitê Municipal de Enfrentamento ao Novo Coronavírus, que será realizada na próxima quinta-feira (18). “O nosso desejo é que a gente possa retornar essas atividades”, disse. “Mas volto a frisar: o direito à vida e à saúde das pessoas vem em primeiro lugar”, completou.

Fábio informou que pretendia autorizar o funcionamento desses segmentos, no entanto isso não foi possível devido ao aumento significativo no número de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus na cidade na última semana. “Justamente na hora de fazer o decreto nós vimos um cenário bastante preocupante em relação a vagas em leitos de UTI e então nós recusamos dessa decisão”, destacou.

Na última semana, o secretário estadual de Saúde de Mato Grosso, Gilberto Figueiredo, divulgou que o sistema hospitalar público do estado estava preste a entrar em colapso. Em Rondonópolis, que é referência para o recebimento de pacientes de Campo Verde com Covid-19, havia apenas um leito disponível.

Essa situação fez com que a Administração Municipal endurecesse as regras de controle da doença visando proporcionar mais segurança à população. “Para nós o mais importante de tudo é a vida, é a saúde, [é] proteger a vida do cidadão. E a Prefeitura tem responsabilidade nisso”, frisou.

Categorias: Gabinete