Relacionar casos de covid-19 com repasse de recursos é errôneo, diz prefeito




Prefeito Fábio Schroeter

O prefeito Fábio Schroeter foi questionado na manhã desta quarta-feira (20), durante entrevista coletiva, se os casos confirmados de Covid-19 têm relação com o repasse do Auxílio Emergencial aos municípios aprovado pelo Congresso Nacional e que contemplará Campo Verde com pouco mais de R$ 12 milhões.

O repasse, conforme o prefeito, ainda depende da sanção do presidente Jair Bolsonaro, que tem até o dia 27 para fazê-lo. Ele também frisou que é errado relacionar o número de pacientes infectados pelo novo coronavírus com os valores a serem recebidos.

“Uma boa parte desses recursos que foram anunciados não tem nada a ver com o número de casos. Se tenha algum caso ou não tenha nem um, ou tenha mil, não interessa quanto, [o município] vai receber o mesmo valor”, frisou.

Fábio lembrou que existe também um recurso no valor de R$ 3 bilhões que será distribuído aos estados e aos municípios e que este sim está relacionado ao número de casos da doença. “Mas é para o Brasil inteiro, então é um valor muito pequeno. Então, o fato de a gente estar notificando não tem a ver com dinheiro”, disse.

O prefeito salientou que a Secretaria Municipal de Saúde e a Administração Municipal nunca esconderam informações sobre a Covid-19 em Campo Verde e sempre trabalharam com transparência.

“Eu percebi que muitas pessoas achavam que nós estávamos escondendo os casos, que a gente queria dizer que não tinha nada aqui, que estava tudo tranquilo. Não, nunca houve isso! Qual é o interesse que a Prefeitura teria nisso?”, questionou. “Nós somos muito transparentes e honestos em trabalhar e dizer para a população aquilo que a gente tiver que passar. A verdade. É isso que interessa para nós. Então, hoje, nós temos notificados 8 casos. E isso vai aumentar, e na medida que tiver, se aumentar, a gente vai informar a população como ela tem direito”, afirmou.

Categorias: Gabinete