Prefeito edita novo decreto com medidas para prevenir o coronavírus




O prefeito Fábio Schroeter editou na última quinta-feira (19) um decreto com novas medidas visando a prevenção e a propagação do Covid-19 sugeridas durante reunião do Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus, realizada na manhã do mesmo dia.

Entre as novas medidas adotadas está o fechamento de bares, boates, parques públicos, quadra de esportes, academias e parques infantis públicos por tempo indeterminado a partir do dia 19 de março. Os serviços de entrega em domicílio de lanches e alimento estão autorizados a continuar.

Ficam proibidas também, por tempo indeterminado, as celebrações religiosas abertas ao público. Restaurantes e feiras livres devem limitar ou controlar o acesso de pessoas evitando que haja aglomerações.

O descumprimento das determinações acarretará penalidades como a cassação do alvará de funcionamento e de localização. Caberá aos órgãos competentes a apuração de eventuais práticas de infrações administrativas previstas na Legislação.

O decreto regulamenta também o funcionamento de órgãos públicos da administração direta e indireta municipal, que passam a funcionar das 7h00 às 13h00, sem intervalo, de segunda à sexta-feira a partir do dia 23 de março. Permanece sem alteração o horário de funcionamento das unidades básicas de saúde e dos serviços assistenciais.

Os serviços considerados essenciais continuam a ser realizados das 7h00 às 11h00 e das 13h00 às 17h00. Ainda de acordo com o decreto, o atendimento ao público na Secretaria Municipal de Saúde passa a ser das 7h00 às 11h00. Das 13h00 às 17h00 haverá apenas expediente interno.

De acordo com o prefeito Fábio Schroeter, as novas medidas foram adotadas em razão da preocupação do Município com a saúde da população, evitando a propagação do vírus devido aglomeração de pessoas. “[o objetivo é] Fazer um trabalho preventivo antes que o quadro fique mais grave, que a gente precise de hospitalização, de atendimento médico. Esse é o objetivo”, disse.

Embora não conste do Decreto, em caso de velório é recomendado que não haja aglomerações e que o acesso ao local seja limitado e controlado.

Categorias: Gabinete, Saúde