Momento é de precaução e não de desespero, diz médico sobre o coronavírus




O médico Wallace Leão, diretor clínico do Hospital Municipal Coração de Jesus, disse em entrevista na manhã de hoje (19) que a pandemia do coronavírus ainda não é alarmante em se tratando de Campo Verde. A situação, no entanto, segundo ele, é preocupante e os cuidados recomendados pelos órgãos de saúde devem ser seguidos à risca.

Um deles é se manter em casa e evitar o contato com outras pessoas, principalmente em locais onde haja grandes aglomerações, mesmo não tendo a certeza da contaminação. A higienização das mãos com água e sabão ou álcool em gel 70% são outras práticas fundamentais e eficazes no combate ao vírus.

“Se um paciente contaminado ficar em casa estará ajudando mais a população, porque, se ele vai a um local onde tem outras pessoas, ele pode estar disseminando o vírus”, explicou. “Essa é a melhor maneira preventiva de lidar com a situação” completou. Uma pessoa contaminada, segundo o doutor Wallace, pode contaminar direta ou indiretamente até 2 mil pessoas.

De acordo o médico, os sintomas de gripe, como coriza, tosse, espirro e febre baixa não são motivos para que a pessoa acometida entre em pânico, pensando estar com o coronavírus. Nesse caso ele recomenda que, primeiramente, se faça uso de medicamentos sintomáticos, como paracetamol ou dipirona em casa.

“O momento ideal de se procurar o hospital ou as unidades de saúde, é em caso de febre muito alta, acima de 38,5 graus, e que não está cessando com os [medicamentos] sintomáticos, ou se apresentar desconforto respiratório, fôlego curto ou falta de ar. Nesses casos é bom procurar atendimento”, orientou.

Conforme informou o doutor Wallace, o Hospital Municipal Coração de Jesus já está preparado para atender os casos de coronavírus que forem diagnosticados em Campo Verde. “O Hospital já se preparou, já montou uma sala de isolamento do atendimento, já temos um apartamento de isolamento para os casos que forem confirmados e temos toda estrutura de EPI´s (equipamentos de proteção individual) para proteger tanto a parte dos funcionários quanto proteger a contaminação cruzada”, informou.

Em Campo Verde até agora foram registrados quatro casos suspeitos do coronavírus. Três deles já foram descartados e apenas um aguarda confirmação ou não da doença.

Categorias: Saúde