Agricultores familiares do Fartura são beneficiados com a abertura de tanques para criação de peixes




Iniciado em 2013, o Programa de Incentivo à Cadeia da Aquicultura Familiar, desenvolvido pela Prefeitura de Campo Verde, vem beneficiando vários pequenos produtores rurais ao longo dos últimos seis anos com a escavação de tanques para a criação de peixes em cativeiro e proporcionando a eles mais uma atividade geradora de renda.

Retomado em agosto desse ano, o Programa, que é subsidiado pela Administração Municipal, está atendendo agora agricultores familiares do Assentamento Santo Antônio da Fartura. Em poucos mais de dois meses seis tanques foram construídos no Assentamento, cada um deles com 20 metros de largura, 30 metros de comprimento, 1,70 metro de profundidade e capacidade para receber até mil alevinos.

De acordo com Edson Silva Castro, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Agrícola e Meio Ambiente de Campo Verde, pasta responsável pela execução do Programa, um tanque com essas proporções pode render ao final de 9 meses, tempo necessário para que os peixes atinjam o ponto de comercialização, até 1,8 mil quilos de pescado.

Essa produção pode proporcionar um rendimento financeiro bruto de aproximadamente R$ 10 mil, com a margem de lucro, de acordo com Castro, chegando até a 30%. Porém, o servidor alerta que a produção e o rendimento dos tanques, depende do manejo correto da criação, como controle da água e da alimentação e da sanidade dos peixes.

Ele destaca ainda que a piscicultura desenvolvida nas pequenas propriedades é uma atividade complementar à agricultura familiar, que contribui com o aumento da receita financeira e também com a alimentação das famílias.

E para que os pequenos produtores possam desenvolver a criação de peixes com mais segurança e conhecimento a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Agrícola e Meio Ambiente tem oferecidos cursos sobre a atividade, que são realizados em parceria com o SENAR/MT.

Um deles foi realizado em março e beneficiou 15 agricultores familiar do Santo Antônio da Fartura. O curso “Teoria e Prática em Piscicultura Básica com Enfoque no Manejo em Viveiros Escavados e Qualidade da Água” foi ministrado pelo zootecnista do SENAR Calixto Corrêa Neto e teve 40 horas de duração, divididas em aulas teóricas e práticas. Ainda para este ano, mais um curso está programado para ser realizado.