Prefeito e vice visitam obras da ponte sobre o rio São Lourenço




O prefeito Fábio Schroeter, acompanhado pelo vice Milton Garbugio, visitaram na manhã desta quarta-feira (3) as obras da ponte sobre o Rio São Lourenço, a primeira a ser construída toda em concreto no município,

Com 12 metros de extensão, 5 metros de largura, 4,5 metros de altura e capacidade para suportar 60 toneladas, a nova ponte está orçada em R$ 240 mil. Os recursos são do Município arrecadados através do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (FETHAB).

De acordo com o prefeito Fábio Schroeter, a decisão de se investir em pontes de concreto levou em conta a durabilidade e a economia com a manutenção que esse tipo de construção proporciona.

“A ideia foi fazer um investimento maior para que depois, ao longo do tempo, a gente não venha se incomodar mais. Acredito que é um ótimo investimento que vai trazer um grande resultado para a população porque a gente pode dedicar o nosso esforço em outras atividades”, disse o prefeito.

Fábio ressaltou que as demandas do Município por obras e com manutenção de estradas e pontes preocupam a Administração Municipal. “Pelo menos nessa ponte sobre o Rio São Lourenço nessa região do Sol de Verão, com certeza a gente não vai se incomodar por muito tempo”, disse ele, frisando que apenas a manutenção das cabeceiras deve ser feita periodicamente. “É um investimento ideal”, completou.

O vice-prefeito Milton Garbugio destacou o ganho proporcionado por uma ponte de concreto. “O futuro que a Prefeitura tem que buscar é essa questão de substituir as pontes antigas, que foram feitas em outras épocas, por pontes de concreto”, frisou. “[com isso] A comunidade tem mais segurança, passa ônibus escolar, a produção agrícola”, ressaltou.

Garbugio lembrou que a cada ano a produção agrícola de Campo Verde tem aumentado e que os caminhões trafegam com mais peso, comprometendo as travessias construídas em madeira. “As pontes antigas já não suportam”, observou. “Então, a ponte de concreto vem melhorar a segurança. É uma tranquilidade para o produtor rural e também para a Prefeitura fazer o transporte coletivo (escolar) e onde toda população da zona rural vai poder passar com segurança”, completou.

De acordo Odilon Camilo de Castro, encarregado pela obras, a travessia de veículos no local devem demorar em torno de dois meses. Segundo ele, a parte de alvenaria – armação de vigas e concretagem – deve ser concluída em 20 dias. “Aí é o tempo de ‘curagem’, que vai gastar de 28 a 30 dias para liberar a tráfego na ponte, que é o tempo de cura do concreto”, explicou.

A construção da ponte sobre o Rio São Lourenço, que teve início no dia 5 de fevereiro, estava prevista para ser concluída no prazo de 60 dias, porém, as chuvas dessa época do ano prejudicaram o andamento dos trabalhos.

Categorias: Obras e Viação