Durante Conferência, secretária de Assistência Social fala sobre políticas públicas voltadas aos idosos




Durante a abertura da III Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa, que está sendo realizada nesta sexta-feira (29) no Centro de Atendimento ao Idoso Beno Jhonner, a secretária Municipal de Assistência Social de Campo Verde, Rosilene Sanguini Schroeter, falou sobre as políticas públicas desenvolvidas pelo Município em favor dessa parcela da sociedade.

Segundo ela, de acordo com o IBGE, Campo Verde tem atualmente 2.420 pessoas com mais de 60 anos, número que diverge dos dados do Ministério da Saúde, que aponta uma população de 1.852 idosos no município.

Independente dos números, Rosilene Schroeter destacou que a Administração Municipal tem desenvolvidos ações que visam melhorar a qualidade de vida daqueles que já passaram dos 60 anos nas áreas de Educação, Saúde, Esporte e Lazer, e Habitação.

Na Educação ela destacou o Projeto Muxirum, que alfabetiza adultos e idosos. Em alguns casos, lembrou Rosilene, as aulas são realizadas na casa do idoso. Na área da Saúde, a secretária enfatizou que são fornecidos medicamentos, fraldas geriátricas, atendimento médico.

Rosilene ressaltou que um grande avanço foi a implantação do Programa Melhor em Casa, que idosos acamados ou com dificuldade de locomoção. Ela também destacou outros benefícios proporcionados por meios das políticas públicas, sejam elas determinadas pelo Governo Estadual, Federal ou implementadas por meio de Leis Municipais.

Entre os direitos assegurados, estão o Benefício de Prestação Continuada (BPC), transporte público gratuito no âmbito do município, isenção de IPTU, acesso a 10% das casas construídas através de programas habitacionais, atividades de fortalecimento de vínculos, lazer, natação e atividades físicas nas academias ao ar livre instaladas na cidade e nas comunidades rurais.

A secretária destacou ainda que o crescimento da população idosa necessita de uma maior atenção do poder público. “Esse desafio aumenta cada vez mais e o papel nosso aqui hoje é avaliar essas políticas públicas que estão sendo desenvolvidas e a qualidade delas”, disse Rosilene Schroeter

 

Categorias: Assistência Social