Assentamento Dom Osório é contemplado com ambulância pela Administração Municipal




Ambulância trará mais eficiência no transporte de pacientes

O prefeito Fábio Schroeter e o secretário municipal de Saúde de Campo Verde Altair Timóteo de Araújo entregaram na tarde da última terça-feira (22) uma ambulância tipo A ao Assentamento Dom Osório.

Equipado com maca e cilindro de oxigênio, o veículo ficará à disposição dos moradores 24 horas para fazer o transporte de pacientes desde o Assentamento até o Hospital Municipal Coração de Jesus. Uma equipe formada por um técnico de enfermagem e dois motoristas darão suporte durante o deslocamento dos pacientes.

O Assentamento Dom Osório está distante cerca de 60 quilômetros da área urbana de Campo Verde. Quando havia necessidade de se trazer um paciente para atendimento na cidade, o socorro demorava entre uma hora e meia e duas horas. Com a ambulância à disposição, esse tempo será reduzido à metade.

“Tem aquele detalhe da distância entre Dom Osório e Campo Verde que dificulta o tempo de atendimento. Então, essa ambulância já estando, aqui vai facilitar muito essa demanda e esse trajeto das pessoas que têm uma verdadeira necessidade de urgência, de levar para o hospital”, disse o técnico de enfermagem José Rosa, que será o responsável pelo acompanhamento dos pacientes.

O prefeito Fábio Schroeter lembrou que a entrega de uma ambulância ao Dom Osório era um compromisso de campanha que agora está sendo cumprido e destacou também o ganho para a população que o veículo irá proporcionar. “Eu acho que a melhor análise disso aí, quem pode fazer é quem um dia precisou desse transporte a não conseguiu, que passou por essa dificuldade, por essa necessidade. Mas não restam dúvidas que você ter uma ambulância perto de casa, à disposição no momento que precisar – se por ventura alguém precisar – com certeza traz um grande ganho”, enfatizou Fábio.

O prefeito destacou que o Assentamento Dom Osório, criado em 2008 e onde vivem 540 famílias, é uma comunidade que está crescendo e se desenvolvendo. Isso implica, segundo ele, que o Município dê o suporte necessário aos moradores. “E a gente fica feliz em vir aqui hoje e entregar esse serviço. A gente vê muitos municípios cortando serviços, diminuindo serviços, nós estamos conseguindo ampliar a prestação de serviços e, principalmente, em saúde”, frisou Fábio, destacando que na primeira quinzena de fevereiro será entregue também uma ambulância ao Assentamento Santo Antônio da Fartura.

Morador do Assentamento Dom Osório, Sebastião Silva Araújo, mais conhecido como “Araújo”, destacou os serviços prestados à comunidade na área da saúde, que conta com atendimento médico e odontológico três vezes na semana. “Antigamente não acontecia isso”, observou.

Mara Lucia Nazaroff também é moradora do Assentamento e foi outra que destacou a importância de uma ambulância para a comunidade. “A distância é muito grande, então isso aí é uma benção de Deus muito grande para todos nós. Agradecemos demais a Deus e a todos que ajudaram”, disse ela.

Também moradora do Dom Osório, Andréia Alves Rocha lembrou que ter uma ambulância para atender a comunidade era um sonho antigo dos moradores. “A gente fica muito grata, para nós é uma conquista. Eu creio que seja (sic) uma realidade sonhada há muitos anos que se concretizou no dia de hoje”, disse ela.

Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Campo Verde, Reginaldo Gonçalves de Campos, ressaltou que a ambulância entregue na última terça-feira é uma grande conquista para os moradores proporcionada pela Administração Municipal. “Eu diria que é um sonho extraordinário”, destacou.

Ele também lembrou que o atendimento de saúde ofertado aos moradores da zona rural de Campo Verde, difere da realidade do Estado. “Consultando em palestras que a gente vai, seminários, conferências de saúde, o estado de Mato Grosso não tem isso em comunidade rural. Até PSF, que aqui tem um e no (Assentamento) Santo Antônio da Fartura tem outro, segundo eu fiquei sabendo, em Goiás era o primeiro em nível nacional, e aqui nós já temos dois na Zona Rural. Para nós, é uma conquista espetacular”, afirmou.

Vereador e morador do Assentamento e com mais de 25 anos acompanhando os movimentos de luta pela terra, Neison Costa Lima, o “Nei do Dom Osório”, também destacou que a realidade vivida nos assentamentos da reforma agrária em Campo Verde é exceção em Mato Grosso e no Brasil. “O Município está de parabéns! Quero agradecer aqui o prefeito, o Milton Garbugio (vice) e todos os vereadores. Eu falo em nome da comunidade, todos estão de parabéns por essa conquista”, disse ele.

Nei também destacou a agilidade no atendimento com a ambulância à disposição do Assentamento. Devido à distância entre a comunidade e a cidade, o socorro, lembrou ele, era demorado. “Essa ambulância sai de lá, até que chega aqui, que pega (o paciente). Agora não, já tendo uma aqui não vai deslocar a de lá para cá e a de lá vai estar disponível para estar atendendo mais perto (da cidade)”, observou.

Presidente da Câmara de Vereadores, Solivan Fonseca parabenizou todos os envolvidos na disponibilização da ambulância e destacou o trabalho realizado pelo prefeito Fábio Schroeter, que segundo ele “tem feito um esforço para atender de uma forma de qualidade a saúde pública do município”. “É um privilégio para alguns ter uma ambulância numa comunidade igual a essa do Dom Osório, que é o sonho de muitos no estado de Mato Grosso e não conseguem. Campo Verde está de parabéns”, disse Fonseca.

Categorias: Saúde