Campo Verde terá o Programa Família Acolhedora




Rosilene Sanguini Schroeter, secretária municipal de Assistência Social

Proporcionar às crianças e adolescentes com idade entre 0 e 18 anos, que vivem em situação de risco ou vítima de maus tratos e abusos, um período em um ambiente familiar, onde eles permanecerão cercados de atenção e cuidados é um dos objetivos do Programa Família Acolhedora, que está sendo implantado em Campo Verde pela Secretaria Municipal de Assistência Social.

De acordo com o Programa, as famílias interessadas em abrigar uma criança ou um adolescente serão cadastradas junto à Secretaria de Assistência Social e receberão orientações dadas por profissionais. “Queremos dar um atendimento mais humanizado às crianças, com uma rotina familiar. No abrigo elas estão fora do ambiente familiar”, disse a secretária de Assistência Social de Campo Verde, Rosilene Sanguini Schroeter.

Conforme disse a secretária, as famílias que participarem do Programa atuarão como parceiras no atendimento e na preparação da criança em sua volta à família biológica. “Elas passarão por uma avaliação criteriosa, capacitação e acompanhamento feitos por uma equipe especializada”, explicou.

A família acolhedora deverá colaborar na preservação do vínculo e da convivência entre irmãos e parentes. O fundamental, de acordo com Rosilene Schroeter, é ter disposição afetiva e emocional para participar de uma ação que pode mudar a vida de uma criança e de sua família.

A secretária explicou também que o Programa não se trata de adoção ou guarda. “Essa acolhida é provisória e não significa integrar a criança ou adolescente como filho”, ressaltou. Por estar inserida no Programa, cada família, independente de sua condição financeira, receberá o equivalente a um salário mínimo mensal durante o período que durar o acolhimento, que pode ser por até dois anos.

São parceiros no Programa a Secretaria de Educação e Cultura, o Conselho Tutelar, o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, o Juizado e a Promotoria da Infância e Juventude da Comarca de Campo Verde.

Casa Lar – Paralelamente ao Programa Família Acolhedora, a Secretaria Municipal de Assistência está implantando também o Programa Casa Lar, que será desenvolvido em um espaço viabilizado pelo Município onde uma família irá morar e cuidar de até dez crianças ou adolescentes em situação de risco ou vulnerabilidade, vítimas de violência ou abuso, até que seja indicada uma família acolhedora para recebê-las.

Mais uma vez, o objetivo é dar às crianças e adolescentes um ambiente familiar até que possa, novamente, voltar à sua família de origem. Campo Verde é pioneira em Mato Grosso na implantação do Programa Família Acolhedora. (Valmir Faria Supervisor de Comunicação)

Categorias: Assistência Social