Vigilância Ambiental recolhe toneladas de lixo de terreno no Bordas do Lago




Na tarde de hoje (28), a Vigilância Ambiental de Campo Verde fez o recolhimento de várias toneladas de lixo descartado pela população em local inadequado. O material estava sendo depositado em uma área desocupada na rua Vilhena, nos fundos do bairro Bordas do Lago.

A situação gerou reclamação por parte dos moradores da região, que postaram fotos numa rede social. Ao tomar conhecimento do problema a coordenadora da Vigilância Ambiental, Carla Vargas, determinou a limpeza do local. Uma retroescavadeira e um caminhão caçamba da Prefeitura foram utilizados na realização dos trabalhos de retirada dos detritos.

Carla Vargas chamou a atenção para o fato de que a população, mesmo o município contando com a coleta seletiva, utiliza locais inapropriados para o descarte de lixo e outros tipos de material, criando problema como o que foi registrado hoje. “Essa não é uma situação isolada”, salientou. “A gente tem esse problema em vários bairros da cidade, principalmente nas áreas públicas, onde a própria população vai e descarta, como aconteceu aqui, restos de animais, lavagem, vários tipos de lixo. Infelizmente, a própria população cria essa situação. É um trabalho desnecessário que a Prefeitura tem que vir realizar”, observou.

Ela também esclareceu que qualquer denúncia sobre descarte de lixo ou outro tipo de material em local inapropriado deve ser comunicado diretamente à Vigilância Ambiental. “A gente está à disposição para qualquer tipo de denúncia e as pessoas que souberem quem está jogando esse tipo de lixo que denuncie, que tire foto para que a gente possa agir na raiz do problema, para que a gente possa eliminar esse tipo de situação”, disse.

Engenheiro Sanitarista da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Rubens Anunciação Júnior, informou que o órgão vai identificar o proprietário do terreno da rua Vilhena e notifica-lo para que faça a regularização e limpeza do local. Ele informou também que quem for flagrado fazendo descarte de material inservível ou lixo doméstico em terrenos baldios, pode ser multado. (Valmir Faria – Supervisor de Comunicação/ASCOMCV)

Categorias: Saúde