Foto postada em rede social proporciona reencontro entre pai e filha




Depois de treze anos a dona de casa Roselene Ramona Aguero Miranda, de 21 anos, reencontrou o pai Jocimar Nunes Miranda, 49 anos. Alcoólatra, o ex-soldador deixou a família em Campo Novo do Parecis em 2004 e virou morador de rua. O encontro entre os dois aconteceu hoje (2) pela manhã, na sede do Centro de Referência Especializado de Assistências Social de Campo Verde.

Durante todo esse tempo, Roselene, que hoje está casada, tem um filho de cinco anos e mora em Sorriso, não perdeu a esperança de reencontrar o pai. “Há cinco anos ele esteve em Sapezal e conversou com meu irmão por parte de mãe, mas recusou ajuda”, contou a dona de casa, que não viu o pai naquela ocasião. “Há cerca de 8 meses minha mãe viu ele numa rua em Cuiabá, mas devido ao trânsito não teve como parar”, completou.

A história dos dois começou a mudar quando Jocimar, já em Campo Verde, pediu comida na casa de Romilda dos Santos Roque Cordeiro (na foto com Roselene e Jocimar). “Perguntei de onde ele era e se queria ajuda para reencontrar a família e ele disse que queria. Então fiz uma foto dele e postei no facebook”, contou a dona de casa.

Um dos filhos da ex-esposa de Jocimar viu a foto e entrou em contato com Romilda. Foi o começo da reaproximação entre pai e filha e um novo capítulo na história dos dois começou a ser escrito. “Vou ajudar ele. Vou atrás dos documentos dele e ajudar ele a arrumar um serviço”, disse Roselene, que também pretende internar o pai em uma clínica de recuperação.

Depois de todos esses anos vivendo na rua e perambulando de cidade em cidade, Jocimar está disposto a receber a ajuda oferecida pela filha. “O que eu quero agora é uma vida nova”, disse ele, que agradeceu a iniciativa de Romilda em postar sua foto no Facebook. “Sou muito grata à ela e à minha filha, por ter vindo atrás de mim. Agora é mudar de vida. Essa vida de rua não é fácil”, disse. Hoje os dois viajaram para Sorriso com a ajuda da Secretaria Municipal de Assistência Social de Campo Verde, que forneceu as passagens.

Um detalhe que chamou a atenção no reencontro de pai e filha é que Romilda, a grande responsável pelo momento vivido por Roselene e Jocimar também tem uma história parecida com a dos dois. “Eu não vejo meu pai há 27 anos”, revelou. Seu sonho, assim como o de Roselene, é reencontrá-lo. (Valmir Faria – Supervisor de Comunicação/ASCOMCV)

Categorias: Assistência Social