FETRAN: A arte como forma de conscientizar e educar para o trânsito




Todos os anos o trânsito faz milhares de vítimas fatais ou não. As ruas das grandes e pequenas cidades estão a cada dia mais violentas. O motivo: o desrespeito às Leis do trânsito e a falta de educação de motoristas e pedestres.

Pensando em mudar esse cenário foi criado há 14 anos o Festival Temático Teatro para o Transito (FETRAN), uma iniciativa da Polícia Rodoviária Federal de Mato Grosso que conta com o apoio do Ministério da Justiça, da Secretaria Estadual de Educação, Cultura e Esporte de Mato Grosso e das Prefeituras.

E Campo Verde, mais uma vez, abraçou a ideia. Na manhã desta terça-feira (25) teve início a Etapa Aricá-Mirim do Festival, a primeira das cinco que serão realizadas até junho. A etapa estadual será disputada em julho, em Cuiabá, reunindo os grupos vencedores das etapas regionais. Estão participando da etapa Aricá-Mirim, escolas de Campo Verde, Jaciara e Querência.

Secretária municipal de Educação e Cultura, Andrea Schroeter, destacou a realização de FETRAN, que pelo 4º ano está sendo realizado em Campo Verde. Segundo ela, além de despertar a consciência para o trânsito, o Festival “fomenta o trabalho artístico desenvolvido pelas escolas e melhora o nível cultural dos alunos”.

Coordenador do FETRAN, André Luiz Ferreira destacou a parceria da Prefeitura de Campo Verde na realização do Festival. “Nós vemos no município de Campo Verde um parceiro muito forte [e] através da Secretaria de Educação e Cultura sempre foi muito empenhado na realização desse evento, que é o maior evento de educação para o trânsito do Brasil”, enalteceu.

No primeiro dia do Festival, duas peças foram apresentadas pela manhã: “Era uma vez o trânsito”, encenada pelo grupo teatral da Escola de 1º Grau Progresso, valendo pela categoria Infantil, e o “Drama de um motorista arrependido”, levado ao palco pelo Departamento de Cultura valendo pela categoria Infanto-juvenil.

À tarde, mais duas peças foram encenadas: “As Patetas em: Tangamandápio e o Semáforo”, apresentada pela Escola Municipal Dona Sabina Lazarin Prati, e “Deu Zebra”, com o grupo teatral da Escola Progresso. Os dois espetáculos concorrem na categoria Infanto-juvenil.

Até a próxima sexta-feira (28), quando serão conhecidos os vencedores em cada categoria, mais nove peças serão encenadas. O FETRAN está sendo realizado no auditório do CEMP (ACICAVE/CDL) com entrada franca. (Valmir Faria – Supervisor de Comunicação/ASCOMCV)

Categorias: Educação e Cultura