Hospital Municipal Coração de Jesus será regionalizado




Prefeito Fábio Schroeter, Wisley Clemente e Ricardo SoaresO Hospital Municipal Coração de Jesus, de Campo Verde, vai se tornar referência regional, passando, dessa forma, a atender pacientes de Nova Brasilândia, Planalto da Serra, Dom Aquino e Chapada dos Guimarães. Para isso, contará com o aporte financeiro do Governo do Estado e das prefeituras dos municípios que serão atendidos após a regionalização.

O anúncio foi feito pelo secretário executivo da Secretaria Estadual de Saúde, Wisley Clemente, durante reunião realizada nesta sexta-feira (3) no Gabinete do prefeito Fábio Schroeter e que contou com as presenças do secretário estadual adjunto de Políticas e Regionalização da SES, Ricardo Soares, da secretária municipal de Saúde, Sandra Badoco e da vice-presidente da Associação Social Amigos da Solidariedade, Alba Badoco, além de diretores da instituição.

A regionalização do HMCJ foi solicitada pelo prefeito Fábio Schroeter ao governador Pedro Taques durante audiência no Palácio Paiaguás no último dia 16. O anúncio feito hoje foi destacado pelo prefeito como sendo de grande importância. “É uma notícia muito boa”, frisou. “Então a gente vai dar o andamento, o segmento dessas tratativas para que a gente possa tão logo receber esses recursos e poder melhorar esse atendimento no nosso hospital”, completou.

Fábio lembrou que o HMCJ já presta atendimento a pacientes de municípios vizinhos, porém, não é remunerado por isso, o que dificulta para o Hospital. “Mas agora, com essa ajuda do Estado, a gente vai poder resolver isso”, disse.

O prefeito destacou o trabalho feito pela ASAS à frente da administração do Hospital Municipal, mas, lembrou que fazer saúde pública é difícil em todo lugar, porém, em Campo a saúde é de ótima qualidade. “Basta você comparar com os demais municípios. E esses dados que nos dizem que Campo Verde tem uma grande saúde não são nossos, são da Secretaria Estadual de Saúde”, frisou.

Wisley Clemente explicou que a regionalização do HMCJ faz parte da política de melhorar a saúde em Mato Grosso implantada pelo Governador Pedro Taques. Segundo ele, outros hospitais municipais também deverão passar pelo processo de regionalização.

Campo Verde, de acordo com o secretário, foi escolhido para ser o primeiro a ter o hospital regionalizado em atendimento ao pleito feito pelo prefeito ao governador e também pela estrutura existente, além da qualidade do atendimento ofertado.

De acordo com o secretário, é feita uma busca ativa dos hospitais que possuem, além da capacidade instalada, capacidade técnica ofertada por profissionais de qualidade e que apresente resultados à população. “Então, com esse olhar, nós estamos começando o processo por Campo Verde”, frisou.

Wisley Clemente explicou que uma equipe técnica da Secretaria Estadual de Saúde irá analisar os procedimento e verificar de que forma o governo irá financiar a regionalização. “Nós precisamos fazer as coisas com calma, até pelo momento de crise que estamos passando agora, porém nós precisamos garantir serviços, nós precisamos garantir o acesso da população. Com isso, acredito que num prazo curto aí, de 60 dias, nós já estaremos com o estudo finalizado”, disse.  (Valmir Faria – Supervisor de Comunicação/ASCOMCV)

Categorias: Saúde