Pioneiro em Mato Grosso, Programa Licita Campo Verde – Compras Governamentais é lançado




IMG_9699Com a presença de empresários e comerciantes, a Prefeitura de Campo Verde lançou na manhã de hoje (28) o Programa Licita Campo Verde – Compras Governamentais, que tem por objetivo estimular as microempresas, as empresas de pequeno porte e os microempreendedores individuais a participarem das licitações realizadas pelo município.

O Programa Licita Campo Verde – Compras Governamentais foi elaborado pela Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo, sob Aparecido Rudnick, e instituído pela Lei número 2165/2016, aprovada pela Câmara e sancionada em fevereiro.

Pioneiro em Mato Grosso, o Licita Campo Verde oferece vantagens para os MEI, micro e EPPs instalados no município, como a possibilidade de se realizar um certame de compras somente com empresas locais ou a aquisição de itens de empresas instaladas na cidade com valor de até R$ 80 mil mesmo que a diferença de preço em relação às empresas de outras regiões seja de até 10% a mais.

IMG_9696O prefeito Fábio Schroeter destacou que a Prefeitura é uma grande compradora e que movimenta milhões ao longo do ano. Só em 2016 foram adquiridos R$ 2,13 milhões em produtos, bens e serviços. “E nós queremos comprar dos micros e pequenos empresários, mas queremos comprar de Campo Verde”, disse o prefeito.

Mas para que essas compras possam ser efetivadas, o prefeito observou que as empresas devem atender o que exige a Lei. “Elas precisam estar preparadas. Se não estiverem preparadas nós vamos comprar de fora, mas não é isso que queremos”, frisou Fábio, lembrando que com o Licita Campo Verde, ganha o município e ganha o empresariado.

Vera Lucia Carvalho, gerente de empreendedorismo do SEBRAE, destacou a iniciativa da Prefeitura em sancionar a Lei criando o Licita Campo Verde. “É uma ideia inovadora que o Aparecido e o Fábio descobriram para valorizar as empresas locais, mas vai depender dos empresários aderirem ao Programa”, observou.

A gerente do SEBRAE ressaltou que atitude do prefeito foi corajosa e pioneira e demonstra sua preocupação em fomentar o comércio local. “Acima de tudo, ele está fazendo o chamamento para que os empresários vendam para a Prefeitura”, disse. “Com isso o município sai na frente, mas precisa ter empresas locais para vender para a Prefeitura”, frisou.

Outro ponto destacado por ela foi a exigência da Prefeitura por produtos de qualidade, uma vez que nas licitações são elencadas pelo menos três marcas de cada produto. “Com essa política, o prefeito está trazendo para o município a profissionalização das empresas. Uma empresa que vende para o município está preparada para vender para qualquer outra empresa”, disse.

Secretário de Indústria, Comércio e Turismo, Aparecido Rudnick também destacou a importância da participação dos empresários de Campo Verde para que o Programa tenha sucesso. “Estamos trabalhando para que isso dê certo, para isso vamos precisar dos empresários. Essa Lei demonstra a nossa vontade de fazer as coisas acontecerem”, disse.

Para que todas as empresas e microempreendedores locais possam participar das licitações, a Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo criou a Sala do Empreendedor, que dará todo o suporte necessário no acesso à documentação necessária, no cadastramento e na divulgação das licitações. (Valmir Faria – Supervisor de Comunicação/ASCOMCV)