Pela primeira vez, gestores das escolas municipais serão escolhidos através do voto




2 (Large)Entre 7h00 e 18h00 desta quarta-feira (25), alunos, profissionais da educação, pais ou responsável, elegerão as novas equipes gestoras das escolas municipais de Campo Verde. A escolha, considerada histórica, é a primeira a ser feita de forma democrática no Município.

Conforme explicou a secretária de Educação e Cultura, Andréa Schroeter, serão eleitos os novos diretores e coordenadores. Todos os candidatos foram capacitados pela SMEC para desenvolverem as funções.

O prefeito Fábio Schroeter destacou que a eleição das equipes gestoras é uma parte da gestão democrática e que a escolha dos diretores e coordenadores através do voto da comunidade escolar foi um compromisso assumido por ele quando ainda era candidato. “Nós assumimos esse compromisso na campanha e afinal estamos implantando. A partir do ano que vem nós teremos diretores e coordenadores das nossas escolas eleitos pelos pais, eleitos pelos alunos”, frisou.

A gestão democrática já é realidade em todas as cidades da região. Em Campo Verde, a proposta surgiu em 2006, porém, nunca foi colocada em prática. “Fizemos todo um trabalho, foi elaborado esse projeto, foi aprovado e afinal estamos implantando”, ressaltou o prefeito.

Fábio pediu aos pais e aos alunos que compareçam nas escolas para votação, exercendo assim, seu direito democrático. “A gente pede aos pais que votem, que façam a sua parte para que a gente possa ter um processo bastante transparente, bastante democrático”, salientou.

fábio1Com base nos exemplos das cidades onde os gestores escolares são escolhidos pela comunidade escolar, Fábio Schroeter acredita que o processo será bom para as escolas de Campo Verde. “Temos visto isso funcionando em outros municípios, o próprio estado funciona dessa maneira também, então a gente acredita que vai ser bom para nossa sociedade, para nossa educação”, disse.

Para a secretária Andréa Schroeter, a implantação da gestão democrática é uma grande conquista para a comunidade escolar, permitindo que ela participe efetivamente da gestão das escolas. “Os pais deverão procurar a escola em que seus filhos estão matriculados e votar “sim” ou “não”, explicou.

Em cada escola existe apenas uma chapa concorrendo. Em caso de o número de votos “não” ser maior que o “sim”, os gestores serão nomeados pelo prefeito. “Cada família tem direito a dois votos: do pai ou da mãe, e do filho”, informou Andréa. A secretária lembrou que só poderão votar os responsáveis legais. “Por exemplo: se a avó cria o neto, mas ela não tem a guarda legal, ela não poderá votar”, observou.

Andréa também ressaltou que a eleição para a escolha dos novos gestores está sendo feita em um ano em que não acontece eleição para prefeito e para vereador justamente para que o processo escolar não seja interpretado de forma político-partidário.

A secretária explicou que a comissão que organizou a eleição para gestores e os educadores tiveram a preocupação de separar o processo eleitoral partidário, que acontecerá no próximo ano, do processo eleitoral escolar, que são duas situações completamente diferentes. “Nós estamos preocupados com a qualidade do ensino e é pertinente nós separamos essas duas questões”, ressaltou. (Valmir Faria – Supervisor de Comunicação/ASCOMCV)

Categorias: Educação e Cultura