Mateada fortalece a cultura sulista em Campo Verde




7Quem deixa sua região de origem e se estabelece em outras terras, sempre leva junto um pouco do lugar onde nasceu e passou parte da vida. Em Campo Verde, os migrantes do Sul do Brasil, que a partir da década de 1960 começaram o colonizar o município, trouxeram com eles vários costumes que estão contribuindo para formação da identidade cultural da cidade.

No último domingo, um pouco das tradições sulistas pode ser visto na Praça João Paulo II durante a realização da 6ª Mateada Cultural, promovida pelo Departamento de Cultura da Secretaria Municipal de Educação e que contou com a participação das invernadas de danças tradicionais gaúchas do município e do Centro de Tradições Gaúchas Porteira da Amizade, de Jaciara.

As apresentações começaram às 15 horas com músicas e danças. Em seguida, a Invernada de dança Espora de Prata, de Campo Verde, fez sua apresentação e, na sequência, foi a vez dos integrantes do CTG Porteira da Amizade se apresentarem.

A 6ª Mateada Cultural teve também roda de chimarrão e sorteio de brindes. Além de fortalecer os vínculos culturais entre o Sul e o Centro-Oeste, proporciona diretamente a interação entre os moradores. (Valmir Faria – Supervisor de Comunicação/ASCOMCV)

Categorias: Educação e Cultura