Alunos da Orquestra Jovem de Campo Verde participam de festival em Mutum




Desde o último dia 29, dez alunos do Projeto Orquestra Jovem de Campo Verde estão participando 1º Festival de Música Orquestral de Nova Mutum. O Evento termina no próximo dia 6 e até lá os alunos participarão de aulas com professores brasileiros e de outros países.

Entre os músicos de renome mundial que ministrarão aulas durante o festival estão a violinista Evgenia Popova e o professor de viola clássica Dimitri Penkov, ambos da Bulgária; o violoncelista Richard Gonçalves, de São Paulo, o contrabaixista Cláudio Torezan, também de São Paulo, o clarinetista Luiz Afonso Montanha, da Orquestra Sinfônica de São Paulo e o maestro Jorge Luis Uzcátegui, fundador e diretor da Backyard Academy Synphony Orchestra, de Los Angeles (EUA).

apresA participação no festival vai permitir aos alunos uma imersão total no mundo da música o que contribuirá ainda mais com a formação de cada um deles. “Eles terão uma vivência musical em período integral”, observou o coordenador de Cultura da Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Campo Verde, André Reges.

O coordenador informou que no dia 5, dois alunos de Campo Verde se apresentarão na Sala Hilda, em Nova Mutum. “Será um duo de trombone e trompete e a apresentação será em nível semiprofissional. A interpretação dos alunos demonstra o trabalho do Projeto Orquestra Jovem em seus dez meses de existência”, enfatizou André Reges.

Um dos maiores entusiasta do Projeto Orquestra Jovem de Campo Verde, o prefeito Fábio Schroeter destacou a participação dos alunos no evento de Nova Mutum. “Só o fato de eles terem sido convidados já demonstra que o Projeto está no caminho certo e começa a colher os frutos de uma semente que foi plantada há tão pouco tempo”, disse.

O Projeto Orquestra Jovem de Campo Verde atende 150 alunos com idade entre 7 e 20 anos com ensino de música de concerto. São ofertadas aulas de violino, viola-clássica, violoncelo, contrabaixo, clarinete, flauta transversal, trompa, trombone, trompete, saxofone e percussão. As aulas são gratuitas e o Projeto funciona em sede própria, na rua Maceió, 167, centro. (Valmir Faria – Supervisor de Comunicação)

Categorias: Noticias