Curso de operador de máquinas e implementos atrai mais de 100 participantes




IMG_8527-1Começou na manhã de hoje (20) o curso de operador de máquinas e implementos agrícolas, promovido pela Secretaria Estadual do Trabalho e Assistência Social em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social, Sindicato Rural, Empaer, Basf, John Deere, Case IH e SENAR. 105 pessoas, entre homens e mulheres, estão participando.

O curso é uma excelente oportunidade para ingressar no mercado de trabalho, ainda mais porque em Campo Verde, onde o cultivo de soja, milho e algodão é destaque, a demanda por mão de obra qualificada na agricultura é grande.

De acordo com o instrutor Luiz Alberto Kinn, da empresa Iguaçu Máquinas, que representa a marca John Deere, o curso terá duas semanas de duração, incluindo aulas teóricas e práticas. Para o secretário de Desenvolvimento Agrícola e Meio Ambiente de Campo Verde, a concorrência e a busca por um emprego exigem cada vez mais do trabalhador. “E aquele que se qualificar estará garantido no mercado de trabalho”, disse.

A importância da qualificação também foi destacada pela superintendente de Qualificação da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social, Elzira Batista. “A qualificação profissional é o futuro. É algo a mais, que vai fazer o diferencial”, disse ela, que cobrou dedicação dos participantes. “Vocês vão viver intensamente esse treinamento. Ele vai absorver vocês por 15 dias”, completou.

O prefeito Fábio Schroeter também pediu empenho dos participantes, lembrando que o uso de máquinas com alto grau de tecnologia é uma realidade em Campo Verde e exige conhecimento dos operadores. “Hoje, quem não buscar essa qualificação está fora do mercado de trabalho”, observou. “E a gente quer que vocês valorizem esse curso, porque, se vocês estão aqui, é em busca de melhorias”, completou.

O prefeito Fábio Schroeter classificou a realização do curso como uma obrigação da Administração Municipal. “Um município agrícola como o nosso, com maquinário com cada vez mais avançados, nós precisamos de mão de obra qualificada. O produtor precisa disso”, disse o prefeito.

Fábio Schroeter também destacou a parceria entre o Poder Público e as empresas privadas para que o curso pudesse ser realizado. “Quando se une os esforços as coisas acontecem. Então a gente fica muito feliz em ter esse curso aqui em Campo Verde”, afirmou.

O prefeito salientou que é uma preocupação de sua Administração proporcionar às pessoas o acesso ao mercado de trabalho. “Sem dúvida”, disse ele. “Cada um quer ter o seu sustento, melhorar sua renda, a renda de sua família. E essa tecnificação da agricultura, muitas vezes acaba excluindo as pessoas do mercado de trabalho. Então esse curso é uma oportunidade que as pessoas têm, de uma forma gratuita, de adentrar a esse mercado”, completou.

O que chamou a atenção no curso foi o número de mulheres que estão participando. Num universo onde a predominância da mão de obra é masculina, 16 mulheres decidiram enfrentar as aulas.

Sozemar Oliveira da Silva é uma delas. Sem medo de ser discriminada e mesmo sem nunca ter subido em uma máquina, ela resolveu encarar os desafios da profissão. “Essa é uma oportunidade para as mulheres também”, frisou. “A mulher agora está evoluindo mais na questão de serviço. E eu espero aprender muito, estou confiante”, disse. (Valmir Faria – Supervisor de Comunicação)

Categorias: Noticias