OEMT, Pescuma, Henrique e Claudinho encantam plateia em Campo Verde




Um público estimado em 2,5 mil pessoas assistiu na noite de sexta-feira (2) a apresentação da Orquestra do Estado de Mato Grosso – sob a regência do maestro Leandro Carvalho – e do trio Pescuma, Henrique e Claudinho. O show, que fez parte da série Concertos Populares, encantou e emocionou a plateia.

No repertório apresentado ao público, clássicos da música popular brasileira como “Casinha Branca”, de Sérgio Reis, “Cabocla Tereza”, composta por João Pacífico e gravada por vários cantores; “Querência Amada”, um verdadeiro hino do Rio Grande do Sul; “Chalana”, de Osvaldo Betio; e pérolas da música regional, como “Pixé” e “É Bem Mato Grosso”.

O público presente à Avenida Brasil agradou ao maestro Leandro Carvalho. Para o regente, a quantidade de pessoas na plateia demonstra que a população de Campo Verde aprecia a música de qualidade e prestigia bons espetáculos.

Com 86 anos, Onofre Cesário de Souza assistiu a todo o concerto e aprovou a iniciativa da Administração Municipal em trazer a Orquestra e o trio Pescuma, Henrique e Claudinho. Para ele, música é cultura e faz bem a alma. “No meu entendimento, a música é uma grande coisa, pra mim não tem coisa melhor no mundo”, disse ele.

Além dos mais idosos, o concerto encantou até quem nunca havia assistido a uma apresentação de uma orquestra e está acostumado com os ritmos ditos mais modernos. “Foi muito bom”, disse Otoniel Heber, de apenas 9 anos.

Para a dona de casa Laura Dias, apresentações como a da Orquestra de Mato Grosso ajudam a manter vivos certos aspectos culturais que estão sendo deixados de lado. “Eu achei uma apresentação muito especial, que estava faltando aqui, porque a cultura leva os jovens a entender mais um pouco do nosso Brasil que está se perdendo. Então, pra mim foi muito especial”, disse.

O prefeito Fábio Schroeter que, à frente da Administração Municipal, tem dedicado esforços para que eventos como o de sexta-feira se tornem mais frequentem, afirmou estar satisfeito pela receptividade do público e por poder oferecer à população, momentos de entretenimento que contribuem com a formação do cidadão. “Estou bastante satisfeito, até porque o importante é o resultado”, disse ele. “O público superou a expectativa, muita gente ficou em pé porque não tinha mais onde sentar e isso prova que realmente agradou”.

O prefeito também destacou que os investimentos feitos para que o concerto pudesse ser realizado retorna para a população na forma de bônus que proporcionam ao povo um maior enriquecimento cultural. “A gente fica satisfeito por poder receber essa Orquestra aqui em Campo Verde e poder proporcionar isso a população. Investimento em música é cultura e a gente tem que proporcionar isso porque a população está carente, está sedenta de cultura”, completou.

Um dos grandes nomes da música mato-grossense, conhecido até mesmo além das divisas do Estado, Pescuma também destacou a presença do público e a importância de se trazer a música orquestral e regional para os municípios do interior.

“É um prazer muito grande você fazer o rasqueado cuiabano com um naipe como a Orquestra do Estado de Mato Grosso e misturar os clássicos regionais aos clássicos latino-americanos e brasileiros é um presente para a população, mas também é um presente para nós”, enfatizou.

Pescuma, Henrique e Claudinho, ícones da música mato-grossense

Pescuma, Henrique e Claudinho, ícones da música mato-grossense

Orquestra de Mato Grosso tocou clássicos da música brasileira

Orquestra de Mato Grosso tocou clássicos da música brasileira

Público superou as expectativas

Público superou as expectativas

 

Valmir Faria

Supervisor de Comunicação

 

 

 

Categorias: Noticias