Destinação do lixo é tema de conferência regional em Campo Verde




Começou nesta manhã em Campo Verde a etapa regional da 3ª Conferência Estadual de Meio Ambiente. O Evento, promovido pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente, conta com 140 participantes de 27 cidades das regiões Sul e Leste de Mato Grosso e tem o encerramento previsto para as 18h30 de hoje.

O tema principal da etapa regional é o gerenciamento dos resíduos sólidos. Os trabalhos abordarão quatro eixos temáticos: Produção e Consumo Sustentáveis, Geração de Emprego e Renda, Redução dos Impactos Ambientais e Educação Ambiental.

Da Conferência Regional sairão propostas que serão apresentadas na Conferência Estadual, que acontecerá no segundo semestre de 2013. Também serão escolhidos os delegados que representarão o polo de Campo Verde no evento estadual.

Durante a abertura foram mostradas as ações implementadas pela Administração Municipal a partir de janeiro e que colocaram Campo Verde em destaque no cenário estadual quando o assunto é o gerenciamento eficiente dos resíduos sólidos.

Entre as ações destacam-se o apoio dado à Cootramar – cooperativa que reúne coletores de materiais recicláveis; a implementação da coleta seletiva – tornando-a mais eficiente e aumentando a renda dos coletores, e o recolhimento e armazenamento de pneus velhos, que estava paralisado desde agosto do ano passado.

Para o prefeito de Campo Verde, debater as questões ambientais envolvendo o lixo é de grande importância, pois permite aos municípios avançar na busca por soluções criativas e eficientes para um problema que preocupa todas as esferas de governo. “Como tratar isso? Como lidar com isso? Por essas razões a gente vê como importantíssima essa conferência”, disse Fábio Schroeter.

Schroeter também destacou a participação dos representantes dos municípios das regiões Sul e Leste de Mato Grosso, pois, segundo ele, a soma de ideias, aliadas à troca de experiências, resultam em alternativas viáveis de solução. “Daqui vão sair propostas, diversas propostas que serão levadas para as conferências estadual e nacional”.

Schroeter lembrou, que embora preocupante, as questões ambientais ainda são tratadas em segundo plano pelas administrações, que investem em setores considerados mais essenciais à população, como a saúde e a educação. Em Campo Verde, isso começa a mudar. “Nós estamos procurando tratar o meio ambiente de uma maneira diferente, dando ao tema a atenção merecida”, disse o prefeito.

Além dos incrementos que tornaram a coleta seletiva mais eficiente, a Administração Municipal quer maior celeridade na conclusão do aterro sanitário, iniciado em 2005. “Providenciamos a instalação da energia elétrica no local e acredito que com isso conseguiremos ter maior rapidez na execução das obras”, ressalto Fábio.

Secretário de Maio Ambiente de Rondonópolis, Lindomar Alves destacou os avanços alcançados por Campo Verde na questão do lixo. Segundo ele, a experiência do município será apresentada durante a Conferência Municipal de Meio Ambiente de sua cidade. “Nós avançamos em alguns temas no que diz respeito ao meio ambiente, mas aqui, na conferência, a gente pode identificar algo esplendoroso, maravilho, que é a coleta seletiva”, destacou.

Além do prefeito de Campo Verde, participaram da abertura da Conferência Regional de Meio Ambiente o secretário municipal de Agricultura e Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente Pedro Paulo Montagner, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Campo Verde, Reginaldo Gonçalves de Campos, a coordenadora de Educação Ambiental da SEMA, Maricelma Mesquita de Castro Pinto, o superintendente do MT-Regional, Fernando Schroeter, o secretário de Esportes e Lazer de Campo Verde, Marcelo Coité, o vereador Welson Paulo da Silva e o secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Pedra Preta, Nelson Duran.

Valmir Faria

Supervisor de Comunicação.

 

 

 

 

Categorias: Noticias