Campo Verde tem o 7º IDH entre os municípios mato-grossenses




Em Campo Verde, o crescimento econômico caminha ao lado do desenvolvimento social

Em Campo Verde, o crescimento econômico caminha ao lado do desenvolvimento social

Com 25 anos de emancipação político-administrativa, Campo Verde é um dos municípios que se destaque no cenário estadual e nacional graças ao seu potencial econômico, baseado principalmente no excelente desempenho do agronegócio.

Além de grande potência econômica e produtiva do Estado, Campo Verde é destaque também no desenvolvimento social, sendo classificado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), com o 7º melhor Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) entre os 141 municípios de Mato Grosso. A pesquisa teve como ano base 2010.

De acordo com o Atlas de Desenvolvimento Humano no Brasil, divulgado no último dia 26, o município está entre os que possuem um alto nível de IDH, com 0,750. Em dez anos, Campo Verde diminuiu a distância entre o maior índice de IDHM, que é 1, em 30,94%.

Entre os municípios com perfil econômico semelhante, Campo Verde aparece à frente de Sorriso, que tem o IDHM de 0,744 e de Sapezal, com 0,732.  Lucas do Rio Verde, com 0,768, Primavera do Leste com 0,752 e Nova Mutum, com 0,758 estão à frente.

A ONU explica que o Índice de Desenvolvimento Humano é uma medida resumida de progresso a longo prazo em três dimensões básicas do desenvolvimento humano: renda, educação e saúde.

O IDH, ainda segundo a Organização das Nações Unidas, foi criado como contraponto a outro indicador muito utilizado: o Produto Interno Bruto (PIB) per capita, que considera apenas a dimensão econômica do desenvolvimento.

Para o prefeito Fábio Schroeter, o IDHM de Campo Verde é o reflexo das políticas públicas municipais que veem sendo desenvolvidas desde a instalação do Município, em 1989, e da aplicação eficiente dos recursos financeiros. “Esse resultado nos deixa satisfeito porque mostra que em todas as gestões foram desenvolvidas ações com o objetivo de oferecer à população tudo que ela precisa para ter uma vida digna”, disse ele.

Por outro lado, Fábio destaca que a avaliação do PNUD traz mais responsabilidade à Administração Municipal. “Nos mostra que precisamos continuar investindo de maneira correta os recursos públicos para que cada vez possamos oferecer ainda mais qualidade de vida aos moradores”, ressaltou.

A pesquisa divulgada no dia 26 teve como referência temporal a década entre 2000 e 2010 e, segundo o apurado, o indicador com maior crescimento no período foi a educação, o mesmo que havia apresentado melhor desempenho entre 1991 e 2000. Longevidade e renda também apresentaram crescimento entre 2000 e 2010. No contexto nacional, Campo Verde ocupa a 551ª posição entre os 5.565 municípios brasileiros.

Valmir Faria

Supervisor de Comunicação

 

 

 

Categorias: Noticias